Elena Poniatowska

Elena Poniatowska

Elena Poniatowska Amor (1932) é jornalista e escritora mexicana. Ganhou projeção internacional com "La noche de Tlatelolco" (1971), sobre a violenta repressão aos protestos estudantis na Cidade do México em 1968, e construiu uma carreira premiada: primeira mulher a ganhar o Prêmio Nacional de Periodismo do México, recebeu também os prêmios Mazatlán de Literatura, Rómulo Gallegos, Gabriela Mistral, Mary Moors Cabot/Universidade de Columbia, Alfaguara, Biblioteca Breve e vários outros, além de ser uma das poucas mulheres agraciadas com o prêmio máximo da literatura de língua espanhola, o Cervantes, em 2013.
Querido Diego, sua Quiela (1978) é seu livro mais traduzido.

Biografia

Elena Poniatowska Amor (1932) nasceu em Paris – filha de um francês de origem nobre polonesa e de uma mexicana de família tradicional fugida da Revolução de 1910 –, e se mudou para o México em 1941, para escapar da Segunda Guerra Mundial. Como ela própria diz, parecia condenada a ser a senhora de uma bonita casa e família, mas escolheu ser jornalista e ficcionista dedicada a questões sociais e à discussão da posição da mulher no mundo. Ganhou projeção internacional com “La noche de Tlatelolco” (1971), sobre a violenta repressão aos protestos estudantis na Cidade do México em 1968, e construiu uma carreira premiada: primeira mulher a ganhar o Prêmio Nacional de Periodismo do México, recebeu também os prêmios Mazatlán de Literatura, Rómulo Gallegos, Gabriela Mistral, Mary Moors Cabot/Universidade de Columbia, Alfaguara, Biblioteca Breve e vários outros, além de ser uma das poucas mulheres agraciadas com o prêmio máximo da literatura de língua espanhola, o Cervantes. Querido Diego, sua Quiela (1978) é seu livro mais traduzido.

Livros Publicados

"Querido Diego, sua Quiela"

Querido Diego, sua Quiela

Paris, inverno de 1921. A artista plástica e exilada russa Angelina Beloff escreve, sem obter resposta, sucessivas cartas ao marido, o pintor Diego Rivera, que havia retornado ao México. Nessas cartas, reconstrói o cotidiano de Paris na época da Primeira Guerra Mundial e suas vanguardas artísticas, demonstra sua devoção incondicional ao marido e fala de sua busca artística. Uma história comovente; sensível e brutal ao mesmo tempo.
Vencedora do Prêmio Cervantes (2013), a jornalista e escritora mexicana Elena Poniatowska parte de um fato real, o relacionamento entre o reverenciado pintor mexicano Diego Rivera e a pintora russa Angelina Beloff, para elaborar uma registro pungente e comovedor sobre amor, entrega, dependência e a posição da mulher e da arte no começo do século XX.

Clique aqui para comprar