Henri Barbusse
H

Henri Barbusse

1873-1935

Biografia

Henri Barbusse nasceu em 1873, na França. Era um escritor reconhecido quando, aos 41 anos, apesar de suas tendências pacifistas e de problemas de saúde, alistou-se voluntariamente no exército de seu país por ver razões humanitárias na guerra. Uma vez no front, Barbusse registrou minuciosamente suas experiências, particularmente o linguajar dos soldados rasos, os poilus. Esse material serviria de base para O fogo, escrito enquanto convalescia de ferimentos, com a guerra ainda em andamento. O reconhecimento não demorou a chegar: o livro recebeu o Goncourt – mais prestigioso prêmio literário francês – ainda em 1916 Hoje, passado um século, continua a ser literatura de referência na França.

 

Barbusse morreu em 1935, de pneumonia, na União Soviética. Está enterrado no Cemitério Père Lachaise, em Paris.

Livros Publicados

O fogo

O Fogo

O fogo

O fogo retrata a vida de um pelotão de homens simples, vindos de diversas partes da França, e que esperam apenas sobreviver à Primeira Guerra Mundial e voltar à normalidade. A incompreensão das razões e propósitos da guerra justamente por quem costuma perder a vida nela, o desalento pelo descaso dos superiores, a generosidade no convívio entre soldados, a angústia da espera e a paradoxal monotonia do quotidiano da guerra são retratadas de maneira exemplar e comovente.

Publicado durante “a guerra para acabar com todas as guerras”, permite que o leitor anteveja de forma singular o quão devastadora ela seria.

Clique aqui para comprar