Marcha de Radetzky

Marcha de Radetzky
Autoria de
Joseph Roth

Tradução por Luís Sérgio Krausz

Idioma: português
Edição: 2ª
Preço: R$ 00,00
Ano de lançamento: 2017
Número de páginas: 424
ISBN: 0000000000000

Considerada a obra prima de Joseph Roth, o livro retrata três gerações da família de um soldado, Joseph Trotta, alçado à nobreza por ter salvado a vida do Kaiser austríaco na Batalha de Solferino (1859). As trajetórias de avô, filho e neto são indissociáveis da existência do Império Austro-húngaro, prestes a extinguir-se com a Primeira Guerra Mundial. Os três são súditos devotados do imperador e vivem imersos nos hábitos, tradições, limitações, conflitos sociais e disputas políticas do império que se despedaçava, tentando compreender a realidade que os cercava.

A prosa perspicaz, límpida e afetuosa de Roth transmite, por meio de tipos comuns, a turbulenta transição do velho mundo à Europa contemporânea.

EM BREVE NOVA EDIÇÃO

Quer adquirir esse livro?

Clique aqui para comprar

Sobre o autor

Joseph Roth (1894-1939), judeu austríaco, nasceu em Brody, cidadezinha na Galícia, então leste do Império Austro-húngaro e hoje dividida entre Ucrânia e Polônia. Em 1916, abandonou seus estudos na Universidade de Viena para servir o exército austríaco na Primeira Guerra Mundial.

Após o fim da guerra, trabalhou como jornalista em Viena, Berlin (foi colaborador do notável Frankfurter Zeitung entre 1923 e 1932) e Paris, para onde foi em razão da tomada do poder pelos nazistas na Alemanha, em 1933. Paralelamente à atividade de jornalista, escreveu romances, peças, novelas e contos, como Jó – Romance de um homem simples (Companhia das Letras), Hotel Savoy e A lenda do santo beberrão (os dois últimos publicados pela Estação Liberdade).

Viveu seus últimos anos em Paris, com dificuldades financeiras e sofrendo de problemas de saúde e de grande nostalgia. Morreu pouco antes do início da Segunda Guerra Mundial, depois de um colapso ao saber do suicídio de um amigo, o dramaturgo alemão Ernst Toller, exilado em Nova Iorque.

Sobre o tradutor

Luís Sérgio Krausz é professor doutor em Literatura Hebraica e Judaica na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, pós doutor em Literatura e Cultura Judaica pela Universidade de São Paulo (2010), doutor em Literatura e Cultura Judaica pela Universidade de São Paulo (2007), com estágio de pesquisa na Universidade Livre de Berlim tese: “Exílio entre o Shtetl e o Crepúsculo: Joseph Roth e o Judaísmo no fin-de-siècle austríaco”), e mestre em Letras Clássicas pela University of Pennsylvania. É Membro da Internationale Joseph Roth Gesellschaft, sediada em Viena, Áustria Traduziu Retrato da mãe quando jovem (Friedrich Christian Delius). São Paulo: Tordesilhas, 2012, A Pianista (Elfriede Jelinek). São Paulo: Tordesilhas, 2011, (tradução apoiada pelo Bundesministerium für Unterricht, Kunst und Kultur, da Áustria), entre outros.

Foi o vencedor do 2º Prêmio (2013) Benvirá de Literatura de Ficção, com o romance Desterro.