Stefan Zweig

Stefan Zweig

1881, Viena, Império Austro-Húngaro – 1942, Petrópolis, Brasil

Biografia

Escritor austríaco de ascendência judaica, foi um dos mais importantes escritores de língua alemã do século XX. De família rica, teve formação exemplar e estudou filosofia e literatura em Viena e Berlim. Sua obra inclui contos, romances, peças e elogiadas biografias (como de Erasmo de Roterdã, Balzac, Fernão de Magalhães e Maria Antonieta).

A Primeira Guerra Mundial fez dele um pacifista convicto, apartidário, aprofundando seus valores essencialmente humanistas e visões como a de uma Europa integrada. Após a ascensão de Hitler ao poder na Alemanha em 1933, Zweig optou por deixar a Áustria pela Inglaterra, e obteve cidadania britânica. Com a eclosão da Segunda Guerra Mundial, Zweig deixou a Europa e, depois de um período nos Estados Unidos, veio ao Brasil, país que já conhecia e cujo convívio social e a miscigenação o impressionara; a partir desse encantamento,  escreveu Brasil, país do futuro (1941), cujo título tornou-se quase um epíteto deste país.

Vivenciou duas guerras, o desmoronamento de seu país, o exílio, um período de pouca tolerância e equilíbrio. Encontrou em Montaigne um companheiro na difícil busca pela liberdade humana, como deixa claro nas pungentes páginas iniciais desta biografia. Em um gesto de desesperança com o curso da guerra na Europa, Zweig cometeu suicídio em Petrópolis, no carnaval de 1942.

Livros Publicados

Montaigne

montaigne

Montaigne

Zweig escreveu este pungente ensaio biográfico em seu exílio no Brasil, durante a Segunda Guerra Mundial. Em um período de trevas, intolerância e desesperança, Zweig foi buscar em Michel de Montaigne (1533-1592, Dordonha, França), filósofo moralista, grande representante do renascimento francês e de marcada atuação política em prol da tolerância e do entendimento durante as guerras religiosas na França, um companheiro na difícil busca pela liberdade humana.

Clique aqui para comprar